sábado, 10 de maio de 2014

to aqui!

É... eu avisei que seria dificil voltar, mas tem horas que preciso desabafar! rsrsrs

Essa semana foi boa! Estou aos poucos me conscientizando do que é realmente importante, e principalmente resgatando meu relacionamento com Deus, pode parecer doideira essa frase, mas é verdade.

Quando tá tudo bem a gente se torna onipotente, arrogante, presunçoso. A gente esquece de agradecer, de valorizar... e no meu caso, quando perdi uma coisa, parecia ter perdido a vida!

E ai é necessário resgatar a minha espiritualidade, ver como Deus foi maravilhoso comigo, por me dar uma família linda, por me dar a filha mais linda do mundo, por me dar uma casa, um trabalho, alimento suficiente e de sobra... e ai a gente vê que nossos problemas são tão pequenos... e no fim, só Deus pode me ajudar (além de médicos, psicologos e remédios) a sair dessa depressão. Sou bem consciente e grata a Ele por da ultima vez ter me curado!

Enfim, aos poucos estou resgatando isso. Tenho feito limpezas, obrigações, e outras coisas que estão me dando uma paz interior incrivel. Sim! Ainda há momentos de inquietação, de prostração, de falta de vontade e de perturbações, mas cada vez eles vão diminuindo... e ai vou vendo que nem tudo é tão horroroso assim! :)

Mas uma coisa que queria dividir aqui, essa semana enquanto esperava uma pessoa, tinha um grupo de estudo do evangelho segundo o espiritismo, e já que eu tava ali quietinha, resolvi ouvir... o capítulo escolhido era o 16 pra quem quiser refletir também, participei somente meia horinha do debate, mas falavam muito sobre caridade.

O que é a verdadeira caridade pra vcs? o que é realmente a riqueza e o amor ao próximo? Fica muito sintético resumir isso a dar comida a quem não tem, a dar esmola a quem te pede e a dar dinheiro pra um pedinte.

Acho que a verdadeira caridade é SE dar... é o bom dia pro porteiro, é o sorriso pra quem precisa, é o abraço pra quem precisa, é transbordar-se! Transbordar alegria que contagia, é ajudar quem precisa de mais do que ajudas materiais sabe? Não sei se consegui me fazer entender, mas sai dali com a ''misssão'' de reparar que as pessoas precisam mais de mim do que imagino na verdade. E de ser melhor pra elas, e de ser mais gentil, e de ser mais aberta, e de ser mais ''querida", e de ser mais humilde, e de ser mais eu pra quem quer que seja!

Eu entendo esse lado da caridade que não se vê, acho que é super importante pensarmos em nos dar pros outros.
e vcs? o que acham?

Mudando de lé pra cré... Essa semana um fato ''me incomodou" na minha terapia.
estavamos conversando sobre inveja, olho gordo, etc e etc, e falei pra psicóloga algo do gênero "como alguém vai ter inveja de mim? não fiz nada demais, não tenho nada demais"
A psicóloga me consertou dizendo que eu sou muito nova pra já ter construido tanta coisa e vencido tanta coisa.
Por que não consigo acreditar nisso? Me incomodou por que acho que ela pode e deve estar certa, mas por que nao vejo isso? por que não acredito nisso e subo num salto e visto essa capa (sem arrogancia). por que me sinto tão nada demais assim?

vai entender!
então fica a reflexão do dia!

boa noite pra quem fica que amanhã é dia das mães!

beijocas!


Um comentário:

✿ chica disse...

Hoje vim só desejar Feliz Dia das Mães e muitas alegrias! bjs,chica