segunda-feira, 14 de junho de 2010

hábitos

Já no fim da depressão, resolvi que teria que mudar a vida pra poder sair dessa, eis que pensei num monte de coisas que deveria fazer pra que a minha vida ficasse diferente. A maioria daquelas coisas não tinham nada haver com que eu fazia diariamente.
Decidi que teria que faze-las mesmo assim, ainda que forçada, e pensei que se eu as fizesse sempre, elas se tornariam hábitos, seriam incorporadas ao meu dia a dia, e logo passariam a ser fonte de prazer. Quando eu resolvi fazer isso, eu tinha um "impulso" uma força maior que me motivava a fazer aquelas coisas.
Comecei a passar cremes no corpo, pra me livrar das manchas e espinhas; comecei a cuidar dos cabelos; a tomar mais conta da dieta evitando abusos; iniciei as caminhadas; passei a orar mais, e uma série de outras coisas.
A motivação me mandou uma sms e foi embora, e as coisas ficaram... ainda não se tornaram hábitos ou costumes, mas ainda as faço, embora com menos empolgação. ( ai entra aquele post sobre o equilíbrio). Valeu a sms pra descobrir que deveria fazer as coisas por mim mesma e pra mim somente.

Hoje cuidei da pele e dos cabelos, mas o autor da mensagem de texto não as verá, na verdade, fora eu, a Duda, a babá, e a gata, ninguém as verá. Mas, eu continuarei fazendo pra se tornarem hábitos até o dia que alguem as veja.
Na verdade esse é apenas um post sem nenhum sentido, uma organização de pensamentos talvez. Se alguém tirar uma lição disso, que bom! Eu ainda não sei que lição vou tirar.... Foi só um desabafo, nesse meu diário virtual.

beijos, beijos
Habito
s.m. Comportamento que determinada pessoa aprende e repete freqüentemente, sem pensar como deve executá-lo. / Uso, costume; maneira de viver; modo constante de comportar-se, de agir: desde criança adquirira o hábito de ler deitado. &151; Muitas ações da vida cotidiana constituem hábitos. Imagine como seria difícil alguém descer uma rua se tivesse que pensar em cada um dos atos necessários a dar cada passo. O hábito difere do instinto, que é um comportamento inato, não aprendido.




Cuide de seus pensamentos; eles se tornam palavras.
Cuide de suas palavras; elas se tornam ações.
Cuide de suas ações, elas se tornam hábitos.
Cuide de seushábitos; eles se tornam caráter.
Cuide de seu caráter;ele se torna o seu destino.
Frank Outlaw


Desculpem, se esse não foi um post bonito... A finalidade inicial desse blog era ser um diario virtual, onde pudesse me abrir. Agora com mais intimidade com as minhas amigas blogueiras fica mais dificil. Detesto demontrar tristeza pq nao gosto de decepcionar ninguém... sinto como se tivesse um compromisso com as pessoas de que tenho que ser feliz... mas, hoje estou assim... e preciso das palavras pra organizar sentimentos e pensamentos. Ainda estou digerindo a sms, rs!

10 comentários:

A Magia da Noite disse...

a água é um corpo mole, que se roça na rocha dura tantas vezes que a fura. a persistência faz de nós um "animal" de hábitos que incorporamos nos quotidianos que queremos ver preenchidos com as vontade de sermos que queríamos ter sido. Cuidar-se é ter-se, gostar-se ser-se, prevalece a persistência, ganha a consciência.

orvalho do ceu disse...

Olá,
Gostei do reforço que faz com a palavra hábito... E, se bom, tornar-se virtude...
Vc vencerá pela persistência... Só volte atrás se não for bom pra vc, querida... caso contrário repita a ação mesmo até vc se encher dela e ser muito feliz...
Vale a pena tentar!
Bjs e muita paz interior pra vc.

Desconstruindo a Mãe disse...

Oi, Paulinha,

Posso te dizer que conheço bem o percurso que estás trilhando; a depressão fragiliza e nos rouba até mesmo a vaidade.

Mas o bom é que ela também tem fim, principalmente se nós fazemos um acordo conosco mesmas de busca pela felicidade, pela reconquista da auto-estima e mantemos a fé, o que é bem difícil, mas nada impossível pra quem é mãe e mulher sem perder a sua porção menina de ser.

Conta com esta tua nova amiga aqui para conquistar muito mais!

Um beijo e boa semana!
Ingrid

Chica disse...

É bem verdade! Precisamos fazer as coisas pra nós mesmos e não para os outros.Legal!Boa semana e tudo de bom,chica

Barbie Girl disse...

Amiga, estou torcendo por você sempre... esteja feliz ou esteja triste, estou com vc!

beijos no coração e boa semana!

Denise disse...

Paula, querida, a obrigação de ser feliz é um compromisso que deve firmar consigo mesma, despreocupar-se com o que os outros pensam e esperam é um bom começo para cuidar da individualidade da gente.
Mudar hábitos é extremamente saudável, não é fácil para quem resiste ou acha que precisa mudar para agradar as pessoas...a gente muda pra ser melhor, sentir-se melhor e melhorar a vida pessoal e, por conseqüência, as relações.
Isso tudo é um processo, e cada um anda no seu ritmo. Não ter pressa, mas persistência, é uma boa pedida!

Cuide de seu jardim, e assim, atrairá o que deseja...

Bjos, querida!

Priscila disse...

Oi, Paula
Esse espaço é seu. E nele você tem que mostrar o que tiver vontade. Se ele passar a ser um lugar em que você precisa mostrar o que não está sentindo, se tiver a obrigação de mostrar sempre coisa boa, mesmo quando por dentro você não se sinta assim, vai passar a ser um peso, um transtorno. Sem falar que vai passar a ser falso. Seja sempre vc mesma. Esses dias acontecem...
Bjs.

Tati Pastorello disse...

Paula querida, só agora li este texto. Todas temos dias assim. Você está tendo muita força de vontade de lutar contra a dor, que é humana. Não se violente, se sentir que não está preparada para expor, mantenha como rascunho não publicado, mas se sentir confiança, divida conosco. Tenho descoberto que aqui há amigos de verdade, daqueles que nos estendem as mãos quando precisamos, e esta força pode nos motivar mais do que um SMS passageiro, até que A ligação surja em sua vida, não como mensagem de texto, mas como laço real! Esse dia chegará, e você estará linda, por dentro e por fora, para recebê-lo. Torço por você!! Beijos.

Paulo Braccini disse...

Obrigado pelo carinho da visita ... gostei daqui também ...

Não curto futebol, nem mesmo este lance de copa do mundo ... já foi o tempo em que gostava ... enfim ... mas fazer o que né? é entrar na onda do pra frente Brasil ...

bjux

;-)

Cor de Rosa e Carvão disse...

Paula, a vida é feita de momentos felizes e outros nem tanto assim. Se esta é a finalidade do teu blog, escreva chorando, doendo, sorrindo, beijando, brigando, acariciando, enfim, de tudo que é jeito. O importante é que tu se sinta melhor. Pronto! O resto é lucro ou troco pequeno. ;)