sexta-feira, 27 de agosto de 2010

calma ai!!!



Oi gente, mal pelo sumiço de novo, ando numa correria tremenda entre estudos e preparativos da festa. Já já posto tudo aqui!!! To morrendo de saudades do blog, hj me forcei a parar pra sentar aqui e escrever... escrever realmente acalma meu coraçãozinho! rs!
Eu andando pela blogsfera hoje, vi que ta rolando uma blogagem coletiva sobre a raiva, juro que não to copiando, mas tenho pensado muito sobre a calma, e o auto controle.
Não, eu não sou calma, muito menos controlada. Passo longe disso. Sempre me senti meio como a Fera do filme "A Bela e a Fera", eu preciso aprender a controlar meus nervos. Apos um recente vexame que fiz, que me acarretou muitos e muitos onus, e muito trabalho psicológico, muita bronca que levei de um amigo, resolvi me dedicar a esse aprendizado.

Ando pensando mais antes de falar, principalmente em situações de raiva. Tem horas que eu me acelero de tal maneira, que nem eu me aguento! Agora aprendi que nessas horas, eu devo respirar fundo, rezar um pouco, contar até 10 e pensar antes de agir ou falar.
Pasei por algumas situações de estresse recentemente, de discussões, de ser ofendida. Milagrosamente, eu não respondi. Sai da briga diplomaticamente dizendo pra pessoa que conversariamos melhor quando ela se acalmasse. Foi brilhante! A pessoa ficou ainda com mais raiva, e teve que se acalmar sozinha, e pra ela, ficou parecendo que eu nem me abalei. Só pareceu pra ela, por que eu queria socar a cara de alguém. Mas, se eu tivesse respondido seria ainda pior. Depois que os animos se acalmaram, conseguimos conversar friamente e resolver as coisas.
To longe do nirvana, tá? Mas, é que realmente descontrolada a gente não consegue fazer nada direito. E a minha primeira reação ao ficar nervosa é gritar. Bem, ninguem respeita gritos, e pior, quando a gente tá gritando, nem conseguimos escutar o que o outro diz, sendo assim, não flui a conversa e nada se resolve.
To tentando aplicar essa pratica ao meu cotidiano, melhor foi outro dia eu aconselhando uma amiga a fazer essas coisas. E ela dizia assim "nossa, vc é tao inteligente, como vc consegue se controlar?" E eu ria por dentro... pensando: "nao meu bem, faça o que eu falo, nao faça o que eu faço" hehehe.
As vezes, ter preguiça de se aborrecer e dar uma de louca acaba trazendo excelentes lucros para nós, aconselho a todos adotarem essa ideia!

Queria falar mais, bem mais... mas meu tempo acabou. Fim do meu "recreio" hora de voltar pro trabalho pesado, minha gente!!!

beijos, volto tão logo me seja possivel

6 comentários:

Tati Pastorello disse...

Oi Paulinha, acho que este controle da raiva é um eterno aprendizado! hehe
Que a festa da Duda seja linda, que ela curta cada minutinho, e você também, na medida do possível (a gente nunca consegue curtir tanto assim, né?).
Depois poste as fotos, hein?
Beijos.

Bordados e Retalhos disse...

Paula, agradeço suas palavras carinhosas no meu blog. Sim, qujerida meu filho não fala comigo, com o pai e com o irmão há três anos. Tem sido um sofrimento enorme para nós. Ele simplesmente se desilidiu com o fracasso no vestibular de 2007/2008 e nunca mais falou conosco. Tenho feito de tudo. Esse blog me ajuda muitoa enfrentar isso. Ontem ele passou mal, teve 40 graus de febre e infecção de garganta. Estamos sem carro, mas fui levá-lo ao hospital. Meu marido me deu dinheiro para o taxi e se preocupou com os remédios, apesar de dizer que, de tão ofendido, nunca mais falará com ele. Mas é tudo casca, pois o dia que ele quiser receberá o abraço do pai. Imagine paula querida, vc não poder abraçar sua filinha, nãopoder sentir o cheirinho dela, saber o uqe ele a está sentindo, o que ela está sofendo. É assim que eu me sinto, cheia de saudade do meu filho que dorme no quarto ao lado do meu. Hoje ele faz faculdade de jornalismo, trabalha num grande jornal e mesmo assim não consegue voltar para o aconchego dos pais. É isso amiga. É uma dor que não desejo pra ninguém, nem para o meu maior inimigo. mas estou tentando tudo.Ontem no hospital, paroveitei a fragilidade dele e beijei bastante, cheirei e ele colocou a cabeça no meu ombro. Foi um grande avanço. Bjs

Juliana Nascimento disse...

Ei Paulinha!
Eu no geral sou controlada até demais, ao longo desses 29 anos só dei um barraco até hoje( e foi dos feios), mas era raiva acumulada de anos. Quase sempre procuro engolir sapos para dar uma de superior... e isso tbm não é bom. Bom mesmo é equilibrio nem tão estourada, mas também nem tão bobona. rsrs.
Que a festa da Duda seja linda amiga.

Bjos

Cafofo da Fran disse...

Flor eu tbm preciso controlar meus nervos
Sou mt nervosa e isso me prejudica mtas vezes
Bjus

Lúcia Soares disse...

Paula, parabéns pelo seu autocontrole. Este é um primeiro passo, haverá recaídas, mas você está no caminho certo.
Espero que a festa da Duda seja um sucesso.
Que deia será?
A da Letícia está apenas começando a ser programada. Por enquanto,´temos só o salão garantido, no ap de uma prima dela (salão do prédio).
Mas já decidimos que não haverá tema, embora quando se pergunte a ela, diz "Pincesas", mas acho que foi só influência minha, que pensei nisso a princípio.
Ela adora cavalos, o pai a leva todo final de semana num haras, para montar. (um lugar especializado pra isso, perto do zoológico de BH, escola de hipismo, etc, mas aberta ao público em geral.
Sucesso pra você no quesito "calma", viu?
Você é lindona, tem mais é que ser uma "dama" sempre, né? rsrsr
Força aí!
Beijos!

Lúcia Soares disse...

Ah, contei que Letícia gosta de cavalos pra dizer que, se eu achar algo bonitinho dentro do tema, poderá ser isso, cavalinhos na decoração, mas algo delicado, bem de menininha mesmo. Vamos ver.
Bj